Alimentação Balanceada

A alimentação é um assunto muito sério. Manter uma dieta saudável e balanceada não é nada complicado. Com algumas informações básicas, qualquer um pode aprender a equilibrar sua dieta e a obter, dessa maneira, uma vida mais saudável.

É recomendado por nutricionistas e profissionais de saúde o consumo de uma grande variedade de alimentos, pertencentes a todos os grupos alimentares. Assim, carnes, peixes, aves, produtos lácteos, legumes, vegetais, frutas e grãos devem compor nossa alimentação. Cada alimento tem uma gama de nutrientes essenciais, e o consumo equilibrado e variado deles assegurará uma dieta saudável.

Existem aproximadamente 50 nutrientes essenciais ao ser humano, e não há um tipo de alimento que, sozinho, forneça todos os nutrientes de que o organismo necessita. Por exemplo: a carne é uma excelente fonte de vitamina B12, porém não contém vitamina C. Por outro lado, a laranja tem vitamina C, mas não apresenta vitamina B12. Portanto um alimento só não pode suprir todas as nossas necessidades, assim como quantidades exageradas de um alimento não podem suprir a falta de outro.

Além da alimentação, outros cuidados devem ser tomados para manter a saúde: praticar regularmente exercícios e evitar o fumo, as bebidas alcoólicas, o estresse a obesidade.

É importante observar que uma dieta saudável não requer grandes quantidades de alimento. Em muitos países, como a França, os Estados Unidos e até mesmo o Brasil, é comum o abuso de carboidratos e de açúcares e a falta de frutas e de vegetais na dieta. Embora possa parecer contraditório, uma pessoa cujo peso está acima do ideal não está necessariamente bem nutrida.

Os alimentos abastecem o organismo humano dos nutrientes essenciais, que têm várias funções: fornecem energia, propiciam o crescimento corporal e mantêm em bom funcionamento o corpo de pessoas em fase de crescimento ou já adultas.

A maioria dos nutrientes tem uma função específica, porém muitos deles também atuam em outras funções:

Carboidratos (açúcares): fornecem energia e auxiliam no desenvolvimento do organismo;
Proteínas: sua função primária é atuar como “blocos de construção” do corpo, mas também fornecem energia;
Lipídios (gorduras): fornecem energia e ajudam no desenvolvimento do organismo;
Minerais e vitaminas: asseguram um bom funcionamento do organismo e atuam também como reguladores de sua construção e de sua manutenção.
Os nutrientes que fornecem energia (e, portanto, calorias) são:

Açúcares: 1 grama de açúcar contém 4 Kcal*
Proteínas: 1 grama de proteína contém 4 Kcal
Lipídios: 1 grama de lipídio contém 9 Kcal
O balanceamento incorreto dos alimentos dos diversos grupos alimentares pode levar a deficiências de minerais e vitaminas, o que, muitas vezes, prejudica a saúde das pessoas.

Para atender a todas as necessidades do organismo, nossa alimentação, além de conter os nutrientes listados acima, deve incluir água (essencial para a vida) e fibras, que, apesar de não serem fontes de nutrientes, são importantes para o bom funcionamento intestinal.

A carne bovina é uma excelente fonte de proteínas de alta qualidade, minerais como ferro e zinco, ácidos graxos essenciais, vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina, biotina, ácido pantotênico, folacina, vitaminas B6 e B12). A carne bovina magra deve fazer parte de uma alimentação saudável e variada, pois é um alimento denso e de alto valor biológico, ou seja, encerra uma grande concentração de nutrientes essenciais em relação à quantidade de energia que contém (reduzido teor de calorias em relação ao fornecimento de nutrientes).

Além disto, a carne adequa-se às regras básicas da nutrição saudável: balanço nutricional, variedade e moderação. Todos os nutrientes contidos na carne bovina são de primordial importância na alimentação humana, destacando-se o ferro.

* A abreviação “Kcal” pode surpreendê-lo, porém ela é correta para expressar “calorias”. As calorias de que tanto falamos são na realidade quilocalorias

Obs: “quilo” significa 1.000 unidades; um quilograma (ou Kg) indica 1.000 gramas.

* A abreviação “Kcal” pode lhe surpreender, porém ela é correta para expressar “calorias”. As calorias de que tanto falamos são na realidade “Kilocalorias”
( Obs: “kilo” significa 1.000 unidades, como no exemplo de Kg ou quilograma, que indica 1.000 gramas)